quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Bob Fernandes - A corrupção que não vem ao caso





A Lava Jato tem quatro anos. Nasceu e existe para investigar denúncias de corrupção. Legalmente ligadas à Petrobras, mas foi até onde quis ir.

No rastro do escândalo Petrobras/Lava Jato um governo foi derrubado. Por fato que nada tinha a ver com Petrobras...

...Pelas "pedaladas fiscais". Depois de dezenas de tentativas, essa foi a desculpa arrumada para...a falta de votos.

É inesquecível: multidões, camisetas, patos, tudo amarelo. Helicópteros dominicais excitando e convocando manifestantes.

Na Era da Selfie, o prazer de sentir-se protagonista.

Todos contra a corrupção, flagrada na Petrobras. Disso nasceu novo governo. Corrupto, já sabiam todos que agora protestam em casa.

Uma quadrilha, diz o Ministério Público sobre Temer & Cia.

Para se salvar da segunda denúncia, Temer e os seus distribuíram R$ 15 bilhões em programas e emendas.

Estima-se que R$ 32 bilhões somando-se o torrado na primeira denúncia.

Sob silêncio cúmplice, ou festejos da Mídia de Mercado, há pouco esse governo vendeu três lotes para exploração de petróleo do pré-sal. Para Shell, Exxon & Cia.

Recebeu R$ 6 bilhões por isso. Ao que se diz 79% a menos do que a expectativa.

E renunciando a arrecadar R$ 1 trilhão em impostos em 25 anos. Um trilhão.

O engenheiro Fernando Siqueira é vice-presidente da Associação de Engenheiros da Petrobras. Ele acrescenta:

-O Brasil vai receber R$ 6 bilhões, mas está entregando alguns trilhões em reservas.

Um trilhão. Trilhões. Doados por um governo acusado de ser profundamente corrupto e articulador de uma quadrilha.

Nessa semana, pergunta do Senador Roberto Requião (PMDB) para conterrâneos do Paraná.

Num plenário vazio, sem repercussão além das redes sociais, Requião indagou ao vácuo:

-Lava Jato, Moro, Dallagnol, procuradores do Power Point, Procuradora Raquel Dodge...um trilhão, Petrobras. Por que isso não é corrupção?

Distribuidoras de energia vão ser privatizadas. O governo, antes, deve assumir dívidas de bilhões.
Por que isso não é corrupção?


Porque "não vem ao caso". Sem esquecer tudo mais, esse é um epitáfio da Farsa chamada impeachment.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.