segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Notas biográficas não autorizadas: Serra

GilsonSampaio




* Serra nunca apresentou o diploma acadêmico que diz possuir.


Rio de Janeiro. Ano de 1964. Dia: 13 de março. Central do Brasil. Comício convocado por Jango para reafirmar as Reformas de Base prometidas e tentativa de trazer o povo pra seu lado contra a golpe anunciado que já se aproximava. Como em 1954, com Getúlio, a burguesia e o PIG da época – o mesmo de hoje – não davam trégua: passeatas e manchetes pedindo um golpe militar. Por trás, a CIA e figura de Vernon Walters estumavam e davam apoio logístico aos milicos golpistas.

Foi nesse comício que um jovem presidente da UNE assume o microfone e faz um discurso em defesa de Jango e suas idéias. Sem dúvida, um ato corajoso, uma vez que era sabido o patrocínio dos americanos nas figuras de Vernon Walters e CIA. (no dia do golpe a IV Frota estava em costas brasileiras para a eventualidade de resistência)

Ate aí, morreu Neves. Essa é uma história sabida. A história que vem a seguir é que é obscura.

Dezoito dias depois – 1º de abril – é dado o golpe. É dado o início ao terror com prisões, fugas, torturas, exílios, perseguições, delações “premiadas” e tudo mais.

E o destino do nosso jovem presidente da UNE que se expôs de peito aberto no Comício da Central, o que segundo alguns, foi o fogo no rastilho de pólvora que explodiu o golpe?

Daí pra frente quase nada sei e o pouco que sei é muito estranho.

Nosso jovem presidente da UNE fugiu para o Chile acertadamente, o orador no comício de Jango devia constar da lista negra dos golpistas e CIA, naturalmente. Medo justificável.

Eis que no Chile também é dado um golpe, patrocinado pela CIA e burguesia vassala. Coitado do nosso jovem ex-presidente da UNE podemos pensar com justa razão. Pois bem, nossa possível preocupação é desfeita pela história.

- Nosso jovem ex-presidente da UNE e orador do Comício da Central foi preso e enviado para o Estádio Nacional, no entanto, é liberado sem um safanão. Caso raro, esse.

- Pouco depois, nosso jovem ex-presidente da UNE, tido por subversivo pelos milicos e pela CIA, consegue exílio nos Estados Unidos!

- E, tem mais. Sendo de origem humilde, conforme declaração do próprio “nosso jovem ex-presidente da UNE”, como conseguiu se manter por lá e ainda ganhar uma bolsa de estudos numa universidade de um país que o considerava subversivo, comunista?


Obscura essa história, não?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.