domingo, 5 de abril de 2015

'Equilíbrio do mundo está em jogo', diz Fidel sobre ameaça dos EUA à Venezuela

Via Opera Mundi

Vanessa Martina Silva

Em primeira aparição pública em mais de um ano, líder cubano se encontrou com jovens venezuelanos e comentou disputa entre Washington e Caracas

O líder da Revolução Cubana, Fidel Castro, apareceu pela primeira vez em público em mais de um ano. Por uma hora e meia, esteve com um grupo de venezuelanos que está na ilha caribenha para uma missão de solidariedade, como noticiou a imprensa cubana nesta sexta-feira (03/04). Durante o encontro, o ex-mandatário comentou o processo de coleta de assinaturas encabeçado pelo presidente venezuelano, Nicolás Maduro, contra o decreto dos Estados Unidos que classifica a Venezuela como “uma ameaça não usual à segurança norte-americana”. Para Fidel, “o equilíbrio do mundo está em jogo”.

O líder cubano conversou com 33 jovens venezuelanos, que com ele se reuniram em 30 de março. A eles, disse que é preciso trabalhar rápido, “somar muitas assinaturas destinadas ao presidente [Barack] Obama para que a Venezuela deixe de ser catalogada como uma ameaça à segurança do país do norte”, mas, o ex-presidente alertou ainda que “é preciso correr, porque o que está em jogo é o equilíbrio do mundo”.

Estudios Revolución

Líder perguntou de diversos deputados e figuras da política do país comandado por Maduro

Fidel cumprimentou todos os jovens e conversou com eles sobre temas da atualidade venezuelana, como o papel da Assembleia Nacional, o desenvolvimento da agricultura e o papel da juventude no processo revolucionário.


De acordo com relatos, Fidel conversou com todos os presentes

De acordo com o veículo cubano Juventude Rebelde, as crianças do Complexo Educacional Vilma Espín Gillois foram as primeiras a avistar o carro e gritaram: “Aí vem Fidel, aí vem Fidel!”.

Última aparição pública do líder foi em 8 de janeiro de 2014, na abertura do centro cultural de Havana, patrocinado por um de seus artistas cubanos favoritos, Alexis Levya, conhecido como Kcho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.