quarta-feira, 1 de outubro de 2014

OAB-DF emite parecer contra Joaquim Barbosa exercer advocacia

Via RedeBrasilAtual

Para Ibaneis Rocha Barros Junior, ex-presidente da Suprema Corte demonstrou 'desapreço' por colegas e por isso não há motivo para voltar a advogar

Redação RBA

image

Ex-presidente da 'Suprema Corte' teria desrespeitado advogados, segundo presidente da OAB-DF

São Paulo – O presidente da Ordem dos Advogado do Brasil (OAB) do Distrito Federal, Ibaneis Rocha Barros Junior, emitiu parecer, datado de sexta-feira (26), no qual se manifesta contra o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, voltar a advogar. Sem o documento da entidade, não há como exercer a profissão.

Segundo Barros Junior, quando Barbosa foi presidente do STF ele teve atitudes e deu declarações “contra a classe dos advogados”.  No parecer, ele cita alguns exemplos. “Em 19 de março de 2013, durante sessão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), generalizou suas críticas afirmando a existência de conluio entre advogados e juízes", citou.

Em outra ocasião, abril de 2013, ao se pronunciar sobre a criação de novos Tribunais Regionais Federais, Joaquim afirmou que eles serviriam para “dar emprego para advogados”.

Para o presidente da OAB-DF, Barbosa não pode ter sua carteira para voltar a trabalhar como advogado por ter demonstrado “desapreço” pela carreira. Comissão da entidade deverá apreciar o parecer do presidente. A OAB pode acatá-la ou não. Não foi divulgado prazo para a definição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.