terça-feira, 14 de outubro de 2014

Lobão e os “artistas do satanás”: valei-me, jesus cristinho

Sanguessugado do Miro

Altamiro Borges

“Se tivesse no segundo turno o partido do satanás e o PT, eu votaria no de satanás”, confessou Sérgio Dantino, dono do Teatro Frei Caneca, durante o ato de apoio dos “artistas” à candidatura de Aécio Neves, nesta segunda-feira (13). Outro presente, o patético Lobão, disse que pretende deixar o Brasil caso o tucano seja derrotado nas urnas. Já o decadente ator Fulvio Stefanini rosnou: “Todos os dias vejo gente querendo se mudar para Miami. Acho que todos nós devemos ficar aqui e dar a passagem para o Lula e a Dilma”. Ao lado destes “artistas” amedrontados, o valentão Coronel Telhada, acusado de comandar chacinas na periferia de São Paulo e eleito deputado do PSDB, garantiu que também é “artista”.

Este show de horror não atraiu muito adeptos. Segundo a própria Folha, “na plateia com 600 lugares, nem 200 estavam ocupados”. Mas serviu para mostrar quem está ao lado do “satanás” Aécio Neves. Ainda segundo o jornal tucano, as declarações proferidas “retomaram o discurso do medo personificado por Regina Duarte” – a atriz global, atual ruralista e inimiga dos povos indígenas, porém, não apareceu. O evento também teve cenas patéticas. “A atriz Lucia Veríssimo declarou sua paixão por Fernando Henrique Cardoso, por quem disse ser ‘alucinada’ e chama de ‘meu imperador’”. E ainda afirmou: “Me disseram que se eu votar no Aécio vão privatizar meu cu. Mas meu cu sempre foi privado”. Alto nível!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.