quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Com Aécio e Armírio, Brasil é Portugal amanhã

GilsonSampaio

Ministro do Aébrio falou sem constrangimento: não só o salário mínimo está alto como os demais salários; um certo desemprego é desejável para não engessar o mercado.

Aébrio acenou com flexibilização da CLT. Tem que ser muito crente e alienado para imaginar que alguma flexibilização da CLT beneficiaria o trabalhador

Tem razão quem achar que esse bloguezinho mequetrefe  insiste em martelar na mesma tecla, mas é assim mesmo, é apostar na esperança de penetrar a muralha de ódio e alienação política produzida pela mídia corrupta.

O texto abaixo é o vislumbre da paisagem tenebrosa prometida para o trabalhador.

Com Aécio e Armírio, Brasil é Portugal amanhã.

DN Portugal  via feicibuqui da Margui Afonso

Empresa paga 510 euros a enfermeiros mas recebe mais do dobro

Diana Mendes

O Centro Hospitalar do Médio Tejo paga 1200 euros mensais por profissional, mas estes só recebem 3,1 euros por hora

É, até aqui, o salário mais baixo pago a um enfermeiro por uma empresa: 3,1 euros por hora, ainda sem descontos. E há oito enfermeiros no Centro Hospitalar do Médio Tejo a receber estes valores, na maioria dos casos para trabalhar na urgência de Abrantes. A empresa está a receber 1200 euros euros por mês, mas a penas paga 510. Apesar de estarem em curso centenas de contratações no SNS, o recurso às prestações de serviços mantém-se e por valores cada vez mais baixos, que rondam os cinco euros à hora, este valor já é menos 50% do que o valor de tabela.

De acordo com o contrato de trabalho entre a empresa Sucesso 24 Horas e estes profissionais, a que o DN teve acesso, os enfermeiros têm de trabalhar 40 horas por semana para receber estas verbas sem descontos e sem subsídio de refeições, um valor recorde pago por estas empresas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.