domingo, 17 de dezembro de 2017

Não chores de rir dos brasileiros, Argentina ou Chute no saco das esquerdas ou Chega de masturbação intelectual

Sanguessugado do GGN


Foto: Daniel Vides/AFP




Fábio de Oliveira Ribeiro

A esquerda brasileira é risível. Ela culpa a direita por ter dado um golpe, mas não organizou o povo para resistir à queda de Dilma Rousseff. Culpa a direita por revogar direitos sociais, trabalhistas e previdenciários, mas não organizou o povo para sitiar o Congresso Nacional. Culpa os juízes porque eles se apropriaram de todo o poder político, aumentaram seus privilégios e assaltaram os cofres públicos, mas não organizou o povo para invadir os condomínios onde eles moram. Culpa o povo brasileiro porque ele é apático e desorganizado como se a obrigação de anima-lo e organiza-lo não fosse dos partidos, sindicatos e lideranças de esquerda.

A direita fez o mesmo na Argentina, mas a esquerda daquele país organizou o povo e invadiu as ruas de Buenos Aires provocando uma crise que paralisou as reformas escravocratas do governo Macri. Além de não ter feito isso, a esquerda brasileira orgulhosamente aplaude os argentinos porque eles gritam que não são como os brasileiros.

É verdade, os argentinos querem ser argentinos. Mas nós deixamos de ser brasileiros, pois no Brasil a esquerda não atua com a mesma eficiência demonstrada pela oposição na Argentina.

Enquanto os argentinos organizaram a reação ao neoliberalismo, nós fazemos pose na internet. Tanto que agora a esquerda culpa o povo brasileiro por não ser tão aguerrido quanto nossos hermanos. Não seria melhor os esquerdistas culparem seus próprios líderes porque eles preferem ficar fazendo memes na internet como se isso fosse resolver o problema?

A esquerda brasileira se limita a produzir e compartilhar textos, memes e informações irrelevantes na internet. Em nosso país quem organiza e constantemente motiva uma parcela significativa da população são os pastores evangélicos. Eles fazem o que é preciso para garantir o golpe de 2016. Os líderes de esquerda reclamam dos pastores, mas se recusam a fazer o que deve ser feito: organizar o povo dentro e fora das igrejas para reagir nas ruas.


No Brasil o que explica o sucesso do neoliberalismo e a fácil implantação do Estado Pós-Democrático não é a docilidade do povo brasileiro e sim a covardia, a incompetência e a apatia da esquerda. Ela mergulhou na internet e se esqueceu da realidade.

3 comentários:

  1. O autor comete um erro crasso ao não observar que todas as propostas apresentadas pelo atual governo fazem parte da agenda, se não da esquerda, do Lula. Vejamos.
    A reforma previdenciária foi proposta pelo Lula em seu primeiro governo e nunca conseguiu levar a cabo. Ele mesmo já se pronunciava sobre o assunto, dizendo que a Dilma teria que fazer a reforma porque a Previdência estaria se tornando inviável.
    Como o governo catastrófico da Dilma estava começando à colocar em risco a volta do PT à Presidência, Lula percebeu que teria que se livrar dela. E assim o fez. Todo um circo armado para fazer crer que quem estava tirando a Dilma era o Cunha e o Temer. Ela sai, com a consolação de não perder os direito políticos.
    Temer assume e, estranhamente para um interino, começa a realizar as mudanças impopulares que Lula não poderia e não queria fazer.
    Por isso a esquerda não se manifesta aqui e na Argentina sim. Porque aqui as mudanças são de interesse da própria esquerda e de seu garoto propaganda. Na Argentina é um governo de direita eleito e a esquerda não pode correr o risco dele ser um bom governo.
    Só para completar o raciocínio, depois de todas as manifestações contra os "golpistas"do PMDB, Lula já mostra que nunca se afastou de seus antigos parceiros tornando público sua ligação com Renan Calheiros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que você errou o endereço. A agenda é da tucanalhada.

      Excluir
  2. Acho que vc precisa estudar mais um pouquinho. O PSDB é esquerda tanto quanto o Lula. Tanto que o FHC é testemunha de defesa do Lula em alguns processos. O Lula sabe que precisa da reforma previdenciária só não tem a coragem de fazer. Existem diversos vídeos no YouTube com discursos dele admitindo isso. É só procurar. Pelo menos vc concordou que quem fritou a Dilma foi o próprio PT. Já é alguma coisa.

    ResponderExcluir

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.