terça-feira, 2 de maio de 2017

Seremos todos boias-fria

GilsonSampaio

- É uma oportunidade, né? Vou me esforçar bastante para, quem sabe, conseguir o emprego fixo.

Essa é a esperança comum que se ouve em entrevistas televisivas de trabalhadores temporários no Natal. Aí mascaram a realidade e mostram alguém falando que foi bom por que 'pude acertar o cartão de crédito' ou 'comprar o material escolar das crianças' etc. É a glorificação do agrilhoamento do indivíduo com correntes banhadas com tinta dourada vagabunda do capital vagabundo.

Também são contadas histórias de faxineiros que chegaram à presidência da empresa. Mas não dizem que são casos excepcionais, um em milhões. Aqui é a glorificação da meritocracia, sem oferecimento de condições iguais para todos.

De manipulação em manipulação, segue impávida a nova servidão humana pela precarização do trabalho: seremos todos bóias-frias.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.