segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Gilmar julga no Tribunal da Jovem Pan e diz que Lewandowski é “vergonhoso”

Sanguessugado do Tijolaço


Fernando Brito


gilmarcapanga

Gilmar Mendes,o o homem mais poderoso do Brasil, destratou e ofendeu o ex-presidente do Superior Tribunal de Justiça.

Entrevistado pelo “promotor” Marco Antonio Villa, Gilmar voltou a falar como fala – na definição insuspeita de Joaquim Barbosa – com os seus capangas lá do Mato Grosso.

E, de novo, ignorou a Lei Orgânica da Magistratura que proíbe emitir juízo prévio sobre causas que estejam, como está o “fatiamento” da decisão que cassou o mandato, mas não os diretos políticos, de Dilma Rousseff.

“Considero essa decisão constrangedora, é verdadeiramente vergonhosa. Um presidente do Supremo (então, Lewandowski) não deveria participar de manobras ou de conciliábulos. Portanto não é uma decisão dele. Cada um faz com sua biografia o que quiser, mas não deveria envolver o Supremo nesse tipo de prática”

Em outro trecho, que não está no que reproduzo abaixo, diz que a decisão do Senado, presidido ali por Lewandowski “não passa na prova dos 9 do jardim de infância do direito constitucional.”

Durante anos a fio o Supremo assistiu acovardado, exceto naquela briga com Joaquim Barbosa, Gilmar Mendes praticar todo tipo de quebra de decoro, prepotência e abusos.

Agora, falta pouco para Lewandowski e os outros ministros que ousarem discordar dele serem estapeados em praça pública.


Estapeados fisicamente, bem entendido, porque moralmente já estão sendo há tempos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.