sábado, 7 de maio de 2016

Francisco Costa: E aí o povo fica assistindo a uma suruba de cegos

 feicibuqui do FranciscoCosta


A CÂMARA DOS DEPUTADOS É INDIGNA ATÉ DE DIRIGIR CONDOMÍNIO RESIDENCIAL

Afastado o psicopata Eduardo Cunha, que geriu a Câmara como se propriedade sua, e pior, como um menino birrento, mimado, desses que se julgam o eixo do mundo, obrigando que tudo aconteça de acordo com as suas vontades, assumiu, pelo menos interinamente, o deputado Waldir Maranhão (PP-MA).

Maranhão é da tropa de choque de Cunha, um serviçal do tresloucado deputado, e está disposto a continuar recebendo ordens de Cunha, em contatos diários, como está acontecendo, junto com outros deputados, entre eles Jovair Arantes (PTB-GO), o isento relator da admissibilidade do impeachment.
Aí complica, e por dois motivos: Maranhão pretende ser o agente da vingança de Eduardo Cunha, e já avisou que vai acatar o pedido de admissibilidade do impeachment de Michel Temer, o que deve acontecer já nessa próxima semana (só na última planilha de corrupção, capturada pela Polícia Federal, o nome de Temer aparece 21 vezes).

O segundo motivo é que Maranhão não tem a menor condição de presidir a Câmara, é mais medíocre que Paulinho da Força, Tiririca e Bolsonaro, juntos, o que transformará a Câmara numa bacanal de bêbados.

A tropa do Cunha e boa parte da base aliada de Dilma querem que se cumpra o Regimento Interno da Casa: o vice assume, o PSDB, DEM, PPS e PSD lançaram manifesto, exigindo novas eleições, para a substituição de Cunha.

O plano dos golpistas é fazer de Antônio Imbassahy (PSDB-BA) o novo presidente, com dupla função: aprovar tudo o que aprofunde o neoliberalismo proposto por Temer e podar as asinhas do PMDB, quando se aproximarem as eleições presidenciais.

Acontece que Imbassahy, como todo bom tucano, desviou cem milhões das obras do metrô de Salvador, já foi citado na Lava Jato, tem o santo nome em todas as planilhas de doações de empreiteiras, sendo as doações mais gordas as das empreiteiras que tocaram as obras do metrô soteropolitano (não é um novo sanduíche da Bob’s, coxinha).

É investigado pelo STF, mas em passos de tartaruga paraplégica, como sois acontecer com todos os correligionários dos senhores ministros.

E aí o povo fica assistindo a uma suruba de cegos: Waldir Maranhão, incapaz e incompetente, citado na Lava Jato como beneficiário de doação feita por Youssef e embaixador de Eduardo Cunha na Câmara.

E o seu concorrente, Antônio Imbassahy, da quadrilha de Temer, Aécio e Moro, presente em todas as listas de empreiteiras, investigado no STF, por roubalheira no metrô.

Tiraram uma mosca, mas a merda continua a feder, a céu aberto, e a única vantagem de Maranhão sobre Imbassahy é que ele é médico veterinário, entende bem de ratos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.