sexta-feira, 14 de agosto de 2015

A chave e a pedra

Sanguessugado do Bourdoukan

Georges Bourdoukan 

O sono é um pedaço de vida que a morte nos rouba todos os dias!

Não durma, meu filho, não durma...

O sono é um pedaço de vida que

a morte nos rouba todos os dias!

Ouça a história que vou te contar.

Ela fala de uma carta de Engels a Marx

onde ele diz que “as chamadas escrituras

hebraicas não passam de registro de antigas

tradições religiosas e tribais árabes,

modificadas pela precoce separação

dos hebreus de seus parentes tribais”.

Meu filho, agora você já sabe.

Seqüestraram nossa religião

e fizeram de Deus refém!

Não satisfeitos, querem

seqüestrar o nosso chão.

O que fazer?

Não aprendemos a odiar,

eles chegaram com ódio no coração.

Nossos ancestrais nos ensinaram

que todo hóspede é sagrado.

Nos expulsaram de casa

e ficaram com a chave.

Querem apagar a nossa Palestina do mapa

e nos transformar em estrangeiros em nossa terra.

Invadem nossas casas à noite para roubar nossos sonhos.

Durante o dia fazem de nossas crianças escudos humanos.

Meu filho, não aprendemos a odiar,

porque somos filhos de Abraão,

Jesus e Muhammad.

Fique certo que eles não nos farão

perder nossa humanidade!

E nem a esperança!

Nossa casa continua fechada,

mas eu vejo a chave.

Enquanto houver uma pedra resistiremos.

Georges Bourdoukan, está com seus livros digitais a venda. Os quatro livros - Capitão Mouro, O Peregrino, Apocalipse e Vozes do Deserto, podem ser comprados em pdf ou epub no site

http://palavrasaoventoliteratura.com.br/  AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.