sexta-feira, 24 de abril de 2015

TERCEIRIZAÇÃO OU SAUDADES DA SENZALA?

Sanguessugado do Bourdoukan

Foi somente em agosto de 2001 que o Brasil revogou o Código Comercial que tratava da compra e venda de escravos. Editado em 1850, esse código ficou oculto nos escaninhos da burocracia a espera, quem sabe, da volta da escravidão.

E a resposta à essa revogação veio na calada da noite de quarta feira (22). 230 deputados aprovaram o projeto de lei que amplia a terceirização para as chamadas atividades-fim.

Será que a isso chamam modernidade?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.