terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

"Não se deve confiar em quem tem boca de gamela".

feicibuqui do Laerte Braga

"Não se deve confiar em quem tem boca de gamela".

É um ditado antigo, como quase todos os ditados. Em 1994 algumas pessoas falavam isso sobre Fernando Henrique Cardoso, que tem o que chamam de "boca de gamela".

FHC é bem mais que oportunista. É um mau caráter sem qualquer escrúpulo e nem se trata de ser amoral, pois nem sempre o amoral é mau caráter. É imoral. Aí sim. Se escuta ou lê uma notícia que o agrade, de imediato se apropria da mesma, como se apropriou do Plano Real e outras coisas mais. Leu a análise de José Serra, seu amigo mas não tão próximo como em outras épocas, sobre a possibilidade de impedimento de Dilma Roussef. Se apropriou da idéia. Já pontifica na mídia com aquela história que hoje não é necessária a intervenção de militares para derrubar um presidente, mas "a via judicial".

É preciso olhar o todo e não as partes isoladamente, isso, a grosso modo, se chama análise de conjuntura, que como diz Sérgio Athaíde, "desaprendemos de fazer".

Há todo um cenário à espera da oportunidade para o bote. Junte-se o primeiro time, Washington, Wall Street e as companhias de petróleo norte-americanas, o escritório brasileiro desses grupos, o PSDB e congêneres e os espaços que ocupa no aparelho estatal, seja Gilmar Mendes, ou seja o juiz Sérgio Moro e a grande parceira de tudo, a mídia podre e venal de mercado. E mais alguma coisa, os oportunistas de plantão.

Quando partiram para cima de José Dirceu sabiam que estavam buscando eliminar o artífice de toda uma engrenagem que conduziria o Brasil a patamares maiores que os que alcançou até hoje. Cortar a cabeça de quem tem cabeça para pensar e fazer e sabe agir.

É o que está em jogo, pois essa gente não pensa no Brasil, mas em suas contas no exterior, no poder e no quanto rende a entrega da PETROBRAS.

São criminosos pura e simplesmente.

Fernando Henrique tinha um carro da Mercedes à sua disposição no Chile, enquanto a Mercedes financiava a tortura no Brasil.

É preciso que Dilma reaja, saia do esconderijo em que se meteu, como é preciso que forças populares comecem a vir às ruas e lutar, mesmo por esse arremedo de democracia que temos, é o que temos, para chegar ao que queremos.

Os BRICS são o grande alvo ao lado da petrolífera brasileira, a maior do mundo. Se ficarmos na janela vendo a banda passar vamos ouvir "eu te amo meu Brasil", com suásticas disfarçadas em bandeiras nacionais.

Leia sobre o pulha

FHC, Fundação Ford , Cia ... (Tá explicado porque FHC ganha tantos títulos nos EE.UU?)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.