quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

O êxtase gozoso da governabilidade

Sanguessugado do Ornitorrinco

História inventada a partir de History, tudo a mando de Gilson, o Sampaio.

Um petista mumificado encontrado na Cantareira, na posição de extremada governabilidade, "não estaria morto", de acordo com um especialista que é também médico on-line do Dalai Lama.

Segundo Xaulo Coberto Bequinel, famoso monge dado a picaretagens diversas, o homem mumificado estaria a apenas uma etapa de se tornar um peemedebista na vida real.

Os restos mumificados foram encontrados em 27 de janeiro, na província de Santa Rita das Concessões.

Exames ainda precisam ser concluídos, mas acredita-se que a múmia tenha em torno de 12 anos de idade e foi preservada em óleos derramados de cargos e prebendas. Contudo, o monge insiste que o petista mumificado, na verdade, está em uma "meditação muito profunda" e em um estado espiritual raro e muito especial conhecido como 'tukdam' (algo como "o êxtase gozoso da governabilidade").

Nos últimos 12 anos, acredita-se que ocorreram em torno de 400 casos semelhantes com monges petistas. "Eu tive o privilégio de cuidar de alguns governistas-meditadores que estavam em um estado tukdam", disse Bequinel, de acordo com notícia divulgada pelo Estado de Antonina.

"Se a pessoa é capaz de permanecer neste estado por mais de três semanas seu cérebro gradualmente encolhe e, no final, tudo o que resta da pessoa é o seu cabelo, unhas e a estrelinha do PT. Normalmente, neste caso, as pessoas que vivem ao lado do petista enxergam um arco-íris que brilha no céu durante vários dias. Isso significa que ele encontrou um "corpo de arco-íris da governabilidade". 

Roubo do monge petista mumificado

O petista mumificado também virou história de polícia. Seu corpo havia sido roubado de uma outra parte do país e seria vendido no mercado negro. Um homem de 55 anos, identificado como Eduardo, o Cunha, chegou a esconder a múmia em sua própria casa, a Câmara dos Deputados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.