segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Moro e Globo em ato de defesa da Petrobras

GilsonSampaio

Aplicando a mesma  lógica do articulista, Moro também deve comparecer ao ato em defesa da Petrobras.

Sanguessugado do QTMD?

TV Globo vai a ato público em defesa da Petrobras

Raul Longo*

Captura-de-Tela-2015-02-23-às-11.03.47

Podem espalhar porque é verdade. Mas não me pergunte como fiquei sabendo, porque não fiquei sabendo. Apenas deduzi pela lógica após ler convite de participação ao Joaquim Barbosa.

Aí fiquei matutando: Por que o Joaquim Barbosa haveria de querer participar de algum ato em defesa de alguma coisa brasileira? Já arrumou emprego para o filho, já adquiriu seu cafofo em Miami, pra que haverá de querer continuar se fazendo de muito preocupado com as questões brasileiras participando de evento onde não rolará nenhum jetonzinho por dentro ou por fora.

O ex-juiz é um homem de hábitos caro e natural que vez por outra necessite armar alguma denúncia vazia para alimentar as especulações da Mídia em troca de um reforço no orçamento. Mas se já tem tudo garantido pra que irá aceitar esse convite?

Já a Globo não precisa nem ser convidada, pois com toda certeza dará ampla cobertura ao evento público, independente de quantas pessoas compareçam.

Mesmo que apenas meia dúzia, nesse ato não tem como a Globo fazer de conta que não viu e não sabe de nada, como foi o caso do Movimento das Diretas Já.

Então podem estar certos de que amanhã, dia 24/02, antes das 18 horas a Globo estará armando suas câmaras e microfones em frente à sede da ABI, na Rua Araujo Porto Alegre, 71, no Centro do Rio de Janeiro.

Sabem por que a Globo vai? Por que não pode dar uma de Joaquim Barbosa e fazer de conta que não tem nada a ver com isso? Simples: se a Globo não der cobertura para o ato “Defender a Petrobras é Defender o Brasil”, vai deixar claro pra todo mundo que está pouco se lixando para a Petrobras e o Brasil e todas as matérias, editoriais e comentários publicados no jornal O Globo, transmitidos nos jornais da TV Globo ou pela Globo News não passam de especulações em defesa de interesses contrários aos da Petrobras e do Brasil.

E aí, tudo o que tanta fala sobre “Operação Lava Jato” se confirmará como mera manipulação de fatos e grossa hipocrisia.

Os mais significativos nomes da imprensa brasileira vão estar lá, como o Fernando Moraes, o Eric Nepomuceno e a Hildegard Angel. Cineastas consagrados como o Luiz Carlos Barreto. A filósofa Marilena Chauí. O economista Luiz Gonzaga Belluzzo.

Também estarão os mais importantes líderes sociais do Brasil, como o presidente da CUT, Vagner Freitas, e o coordenador da FUP, José Maria Rangel.

O presidente Lula também vai estar, mas este por certo a Globo não vai mostrar na TV, no entanto os outros não têm jeito de esconder porque serão muitos lideres sindicais, muitos representantes de movimentos sociais, muitos artistas. Das novelas da Globo, inclusive.

Imaginem o que vai parecer se a Globo não noticiar isso tudo! Se não o fizer, a Globo desmoraliza seus próprios comentaristas, seus diretores de redação, seus editorialistas. Caem as máscaras dos Willians: o Waack e o Bonner. Cai a máscara do Ali Kamel. Vai ser uma desmoralização geral!

Desmoraliza inclusive o juiz Sérgio Moro. Mas se a Globo não noticiar e reportar o ato, desmoralizará, sobretudo, a própria Globo!

E como é que os irmãos Marinho vão poder justificar o uso de uma concessão pública para transmitir ao público apenas o que selecionam de próprio interesse como faziam na ditadura militar.

Por falar nisso, até aquele pedido de perdão pelo apoio que deram à ditadura se comprovará mera hipocrisia, porque estará se confirmando ser a mesma Globo que fingiu não existirem as milhares de pessoas que foram as ruas de todo o país no “Movimento das Diretas Já”.

E foi exatamente por ter omitido o Diretas Já que a Globo teve de passar carão fazendo pedido público de desculpas ao país. Então imaginem se esse ato em defesa da Petrobras se espalha e se repete Brasil afora. O que vai ter de dizer mais tarde? Que usou a Lava Jato apenas para defender interesses de especuladores estrangeiros no Pré Sal?

Claro que por suas experiências passadas a Globo não vai querer ter de se submeter a isso outra vez e, sem sombra de dúvida vão reportar direitinho o evento todo.

Evidente que terão o trabalho de cortar trechos, montar frases e diminuir enquadramentos, mas quem quiser aparecer no Jornal Nacional pode ir na frente da ABI amanhã e procurar por uma câmara da Globo. É só se posicionar e dar tchauzinho pra galera.

Mas não espere pelo Barbosa porque, diferentemente, esse não precisa mais fazer de conta que esteja preocupado com o Brasil ou com a Petrobras.

*Raul Longo é jornalista, escritor e poeta. Mora em Florianópolis e é colaborador do “Quem tem medo da democracia?”, onde mantém a coluna “Pouso Longo”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.