sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Mídia e governo americano fazem pacto mafioso para encobrir crime israelense

Sanguessugado do Bourdoukan

Georges Bourdoukan

No dia oito de junho de 1967, forças de Israel emboscaram e atacaram deliberadamente um navio da marinha dos E.U. no Mediterrâneo.

O navio fazia parte da Sexta Frota que se encontrava no local para ajudar os israelenses em sua invasão contra o Egito.

A agressão matou 34 marinheiros e feriu 171.

Foi o maior ataque contra um barco americano, mas ninguém ficou sabendo porque a mídia, numa atitude tipicamente mafiosa, calou-se.

Assista em http://www.brasschecktv.com/page/18.html.

Hoje, veteranos sobreviventes do ataque iniciaram uma campanha para recuperar a verdade sobre aquele período.

Em seus depoimentos explicam porque foram obrigados a mentir e a não revelar os fatos.

Agora, pretendem realizar uma manifestação em Washington, mas não estão conseguindo que os denominados grandes veículos de comunicação noticiem.

Por isso estão apelando para os leitores da Internet.

Já publicaram um dossiê com mais de uma centena de páginas e pretendem ir até o fim, apesar das tentativas do governo e da mídia em abafarem o caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.