sábado, 29 de junho de 2013

Hermanos argentinos escracham Jabor - o bosteiro do castelo

GilsonSampaio

Bosteiro real era um serviçal encarregado de limpar os penicos da realeza. Jabor quer ser mais realista do que o rei, talvez sonhe com o ofício de bosteiro em algum castelo da elite tupiniquim.
O ódio que destila contra qualquer coisa que favoreça o povo é patológico.

Jabor, o bosteiro do castelo

E a seguir texto lapidar de Mauro Carrara sobre o bosteiro

O Bosteiro do Castelo sob a lente cruel de Mauro Carrara: Carta Aberta a Arnaldo Jabor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.