segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Tensão no Irã faz petróleo atingir maior cotação em oito meses

Via Vermelho

Os preços do petróleo chegaram ao nível mais alto desde junho de 2011, devido à crescente tensão provocada por países imperialistas que insistem em impor sanções ao Irã em função de seu programa nuclear. O barril do tipo Brent ultrapassou os US$ 121 nesta segunda (20).

O aumento ocorreu após o Irã ter anunciado neste domingo (19) que suspendeu as vendas de petróleo para França e o Reino Unido. A decisão foi uma resposta ao embargo da União Europeia ao petróleo iraniano, previsto para entrar em vigor em julho.

Nesta segunda (20) o Irã ameaçou encerrar suas vendas de petróleo a outros países europeus além de França e Grã-Bretanha, se a Europa continuar com suas "ações hostis" contra Teerã, disse o presidente da companhia nacional petroleira do Irã (NIOC), Ahmad Ghalebani.

Citado pela agência Mehr, Ghalebani mencionou a Alemanha, Espanha, Itália, Grécia, Portugal e Holanda como alvos potenciais da medida, em represália pelo embargo decidido em janeiro pela União Europeia sobre a compra de petróleo iraniano, que foi mais um reforço às sanções contra o controversdo programa nuclear da República Islâmica.

O Irã é o quinto maior exportador de petróleo do mundo. O país é alvo de uma série de sanções econômica, financeiras e militares por parte da comunidade internacional. Líderes políticos estrangeiros argumentam que o programa nuclear iraniano seria um risco de segurança, alegando que há suspeitas de produção de armas atômicas. Porém, Ahmadinejad e as autoridades iranianas negam estas acusações e afirmam que seu programa nuclear é pacífico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.