quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Fôia Ditabranda: de estilingue a vidraça

GilsonSampaio

A audiência servirá para expor mais ainda o espírito ditatorial/golpista do jornal que emprestava seus carros para transporte de prisioneiros da ditadura para os porões do DOI-CODI, onde era torturados e/ou mortos. Não esperem por mais alguma coisa além disso. E, isso, já é uma grande vitória.

Pra quem, a qualquer sinal de regulação dos meios de comunicação, se junta aos outros da mesma laia no Instituto MIllenium para acusar as forças democráticas de planejar a volta da censura, essa audiência expõe as vísceras de quem cultiva os valores da ditadura.

Sanguessugado do Viomundo

Câmara aprova a audiência da Falha

CENSURA

Câmara aprova audiência no congresso para discutir caso do blog Falha de S. Paulo

Do Última Instância, sugestão do Betinho2

A Comissão de Legislação Participativa da Câmara aprovou a realização de uma audiência pública para discutir o caso de censura contra o blog Falha de S. Paulo.

A iniciativa do deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) quer debater o processo e a decisão judicial que tirou o blog do ar a pedido do jornal Folha de S. Paulo. O requerimento do deputado prevê convites para ouvir representantes da Falha e da Folha.

Do blog serão convidados os irmãos criadores do site, Lino e Mario Ito Bocchini. E da parte do jornal serão chamados para falar publicamente no Congresso Nacional o dono da Folha Otavio Frias Filho, o editor-executivo Sérgio Dávila, a advogada do jornal Taís Gasparian e o secretário de redação Vinícius Mota.

“Vamos também convidar a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), a Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas) e outras entidades para participarem dessa audiência”, afirmou Pimenta.

O caso

Em setembro de 2010, os irmãos Mário e Lino Ito Bocchini criaram o blog Falha de S. Paulo, uma paródia ao jornal a Folha de S. Paulo. Após um mês no ar, o jornal entrou na Justiça para censurar o blog, e conseguiu. Além de cassar o endereço na web, a Folha abriu um processo contra os criadores do site, pedindo indenização em dinheiro por danos morais.

O jornal alega “uso indevido de marca”, por causa da semelhança entre os nomes Folha e Falha e porque o logotipo do site era inspirado no do jornal. A censura de um blog, ainda mais seguida de um pedido de indenização, é uma ação judicial inédita no Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.