domingo, 10 de abril de 2011

Inside Job – o vídeo obrigatório

GilsonSampaio

Todos devem ver como age canalha bancária, mas, pensei no povo portugues que acaba de ser submetido ao FMI, um braço da canalha bancária.

Força, Portugal.

Mirem-se no exemplo da Islândia.

1 – Crie uma pasta nomeada Inside Job.

2 – Faça o download de cada uma das partes direcionando-o para a pasta criada.

3 – Abra a pasta criada e clique com o botão direito do mouse na primeira parte.

4 – No menu que se abrirá escolha ‘extrair aqui’.

5 – Pronto! Você terá um novo arquivo com vídeo integral

Inside Job – parte I

Inside Job – parte II

Inside Job – parte III

Inside Job – parte IV

Inside Job – parte V

Inside Job – parte VI

Inside Job - Parte VII

5 comentários:

  1. Gilson,

    baixei todos, mas na hora de descompactar é pedida a parte 7...

    pode postar?

    Obrigado

    João

    ResponderExcluir
  2. João,
    Tô providenciando, vai aparecer na mesma postagem ( http://gilsonsampaio.blogspot.com/2011/04/inside-job-o-video-obrigatorio.html)
    Obrigado pela dica.
    http://www.divshare.com/download/14530872-0ab
    Qualquer problema volte a fazer contato.
    Difunda este vídeo
    Inté

    ResponderExcluir
  3. Olá Gilson,
    O endereço do link "Inside Job - parte VII" é o mesmo do "Inside Job - parte VI". Ok?
    Você precisa alterar o link da parte "VII" inserindo o endereço: "http://www.divshare.com/download/14530872-0ab"
    Um Abraço!
    Walter

    ResponderExcluir
  4. Walter e João,
    Adiscurpi a trapaiada.
    Corrigido.
    Grato

    ResponderExcluir
  5. O trabalho Inside Job é um vídeo fundamental para quem deseja compreender o que está por trás dos acontecimentos e da degradação humana das pessoas que vivem do trabalho. O capital, movido à especulação e riscos exagerados com recursos alheios, seduziu e subornou cérebros e pensadores intelectuais para impor suas ideias retrógradas que normalmente jamais seriam aceitas sob uma reflexão maior. Um conjunto de premissas absolutamente falsas foi difundido através da mídia e comunicação dos governos para permitir uma grandiosa farsa, cujo resultado culminou com a crise de 2008, fatal para as principais economias do mundo. E, como sempre, quem está pagando o preço é quem nada teve a ver com a debacle. Enquanto isso, os causadores do mal continuam livres e atuantes, fora do alcance da justiça, para, tão logo a nuvem do esquecimento desça nas mentes transtornadas pelo denso volume de informação para outra vez se recompor e impor a ganância, a competitividade e o egoísmo destrutivo.

    ResponderExcluir

Comentários são como afagos no ego de qualquer blogueiro e funcionam como incentivo e, às vezes, como reconhecimento. São, portanto muito bem vindos, desde que resvestidos de civilidade e desnudos de ofensas pessoais.
As críticas, mais do que os afagos, são benvindas.